Terceiro, por favor

AceleradorÀs vezes, é desalentador chegar em casa, depois de um árduo dia de trabalho, e encarar os três lances de escada até meu apertamento. Não tanto pelo exercício, complemento bem-vindo à Dieta da China®, mas pela privação de pequenos momentos fundamentais a qualquer ser humano que deseje permanecer são. Onde, se não no elevador, abrir a conta de luz recém-recolhida da caixa de correio? Onde dar a primeira folheada na CartaCapital da semana? Onde lembrar das sacolas de compra esquecidas no carro? Na escada, por razões mais ou menos óbvias, nada disso é possível. E a pior parte: não se pode apertar o botão mil vezes para que os degraus subam mais rápido.

Anúncios

2 Respostas so far »

  1. 1

    Ricardo Moraes said,

    Ginsu,

    Até há dois meses, eu morava em um apartamento no segundo andar. Isso quer dizer que passei uns três anos sem pegar elevador para sair ou chegar em casa. A preguiça de ficar esperando o dito era maior que a de subir o lance de escada.

    Eu sei, no seu caso são três lances. Mas estou escrevendo principalmente pra fazer recomendações. Não faça as coisas que eu fiz quando morava no segundo andar. O hábito de descer e subir de escadas me levou a ler o jornal descendo escadas, comer sanduiche, conversar e ler o jornal (sim, ao mesmo tempo) descendo escadas e só me impediu de fazer tudo isso e ainda atender o celular porque o sinal, na escada, era fraco.

    Não sei como são os avisos do condomínio aí. Sem elevador, eles devem ficar em um lugar visível a todos. No meu caso, eles ficavam no elevador (que eu não usava). Isso me fez ser várias vezes surpreendido pela limpeza da caixa d’água ou por outros experimentos que complicavam o uso do prédio.

    Mas, fora isso – e a tendência a ler em escadarias -, só reclamo de uma coisa no meu período sem elevador: não conhecer os vizinhos. Acho que é no elevador que a gente começa a cumprimentar os estranhos seres dos outros andares.

    Provavelmente é por isso que, depois de todo o tempo que morei lá, só conheco o vizinho da frente (que, por uma estranha coincidência, já conhecia antes de mudar). Mas, falta de sociabilidade à parte, não sei se isso chegou a ser um problema…

  2. 2

    Jan said,

    E onde mais, se não no elevador, ter a chance de saber que tomar banho com a ducha meio aberta durante 15 minutos e lavar louça com a torneira meio aberta durante 15 minutos gastam exatamente a mesma quantidade de água: 243 litros?


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: