Um custo de vida

É vendavalO assunto “remuneração em Brasília” enseja, invariavelmente, perguntas sobre custo de vida. Uma das teses por trás das reivindicações salariais, aliás, costuma ser justamente essa: é muito caro viver por aqui. Quanto a isso, ressalvas à parte, não há dúvida. O problema é a ordem dos fatores. A renda elevada é necessária devido ao custo de vida alto ou o custo de vida alto é conseqüência da renda elevada? Talvez seja confiar demais em conhecimentos parcos de oferta, demanda, preço de equilíbrio e outros conceitos que costumam me causar dor de cabeça, mas ouso apostar na segunda hipótese. É claro que, quando se trata de dinheiro no bolso, lógica é o último item considerado. Assim, registre-se nos autos: viver em Brasília é caro pra caramba. E enfrentar essa dura realidade armado apenas com a maior renda per capita do país é um ato de heroísmo digno de nota. Cada um dê a sua.

Anúncios

7 Respostas so far »

  1. 1

    André said,

    Explica melhor. Tudo é mais caro em Brasília, inclusive, sei lá, tarifas de concessionárias públicas e passagens de transporte coletivo, ou alguns preços, tipo aluguel ou restaurantes, são muito mais altos?

  2. 2

    Trovão said,

    Transporte coletivo? Tem isso por lá (quer dizer, em quantidades dignas de nota)?

    Se tivesse que dar um chute sobre os efeitos da renda (demanda) alta em uma cidade específica, apostaria em um aluguel estratosférico como primeiro item da lista. Ainda mais se houver restrições para construir, tipo planejamentos urbanos à Lúcio Costa.

  3. 3

    rchia said,

    André e Trovão,
    Os imóveis são, realmente, o destaque, tanto para compra quanto para aluguel. Por acaso, peguei hoje a revista de um site de imóveis, de onde reproduzo algumas “ofertas”: casa de “altíssimo padrão” no Lago Sul, R$ 3.200.000,00; apartamento de 163 metros quadrados no fim da Asa Sul, R$ 849.000,00; quitinete de 30 metros quadrados na CCSW (Sudoeste), R$ 135.000,00; aluguel de apartamento de 130 metros quadrados na Asa Sul, R$ 2.500,00.
    No lado mais proletário, o ônibus custa, em média, R$ 3,00, o que costumam classificar como “maior tarifa do país”. Águal, luz e telefone, ao menos na minha experiência, não parecem destoar muito do Rio.
    Restaurantes, por comparação, são acessíveis.
    Abraços.

  4. 4

    Ana Silvia said,

    É. (novamente)

  5. 5

    William said,

    Olá pessoal,

    estou acompanhando a discussão e gostaria de links de pesquisas , institutos de estudo que comprovem que Brasília tem um custo de vida muito alto.

    Alguém pode sugerir algo

    Meu e-mail é william.alencar.br@gmail.com

    Obrigado

  6. 6

    […] O preço hilariante dos imóveis pode ser explicado por um comportamento coletivo irracional – geral ou localizado. Por que a gente ri disso, por outro lado, continua sem […]

  7. 7

    […] e, na breve existência destas Dores Capitais, nenhum outro se destacou tanto. O povo quer saber: quanto custa morar em Brasília? A resposta, evidentemente, depende do nível socioeconômico, do estilo de vida, do momento e, sem […]


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: