Inimigo número um

Alvo da máfiaA capital do país vive clima de expectativa pela possível prisão de um cidadão suspeito de prática criminosa que aterroriza brasilienses natos e adotados. Hélio Ortiz, ex-servidor do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), seria responsável por fraudes em pelo menos 12 concursos públicos. No caso mais recente, de acordo com a Polícia Federal, teria intermediado o acerto para um professor de matemática ocupar o lugar de um comerciante em seleção para o Departamento Penitenciário Nacional (Depen), realizada em fevereiro. A chamada Máfia dos Concursos, descoberta em 2005 pela Polícia Civil do DF, também seria mentora de esquemas mais sofisticados, envolvendo policiais, servidores do Judiciário e funcionários de organizadoras, como o Cespe. Para regozijo dos concurseiros, sempre preocupados com a escalada do crime no país, Ortiz teve prisão preventiva decretada nesta quarta-feira.

Anúncios

3 Respostas so far »

  1. 1

    said,

    É por notícias como essa que continuamos com a velha conduta dos homens de bem. Espero ler mais desse tipo, ou, finalmente, não ler mais sobre corrupção.

  2. 2

    Bruno said,

    Muito sensacionalismo

  3. 3

    […] para o brasiliense, as etapas fundamentais do ciclo da vida: nascer, crescer, passar num concurso público, financiar um apartamento no Plano, comprar um Tucson e se aposentar. Reproduzir é uma […]


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: