Kafka e Conrad

Brasília é um barato, e eu...Quando certa manhã Gregor Samsa acordou de sonhos intranqüilos, encontrou-se em sua cama metamorfoseado num inseto monstruoso.

Uma das delícias de voltar para casa é ouvir a pergunta de amigos e parentes: “E aí, tá gostando?” Sim, não, quase sempre mais ou menos; o que importa mesmo é a impressão de que a mudança foi outro dia. Porque cedo ou tarde a curiosidade e a falta de assunto são derrotadas pela crueldade dos fatos. Durmo um expatriado transitório e acordo um candango adotivo. O horror! O horror!

Anúncios

3 Respostas so far »

  1. 1

    Bel said,

    Sabe o que isso significa?
    Que vc está começando a gostar disso aqui!
    E aí, meu amigo… é um caminho sem volta! kkkkkkk

  2. 2

    Madame Mim said,

    Rsrsrssr…olha só, parece que vc já tá perdido de amor por BSB.

  3. 3

    […] sem saída, nunca pensei em passar tanto tempo na capital da República, assistindo à minha lenta transformação em barata. Hoje vivo um transtorno bipolar, entre a euforia proporcionada pela tranqüilidade das férias e a […]


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: