Cartel general

Mãos ao alto!Nada como viver num lugar organizado. Em Brasília, antes de sair de casa, o motorista dono de um carro com tanque de 50 litros (vazio) já sabe que vai gastar R$ 133,50 para enchê-lo de gasolina. Quem propicia a conveniência são os postos de combustível. Pesquisar preços, por aqui, é um convite a dormir no volante: R$ 2,67, R$ 2,67, R$ 2,67, R$ 2,67…

Levantamento realizado pela Agência Nacional de Petróleo de 5 a 11 de julho, em 90 postos de Brasília, mostra uma diferença abissal entre os preços médio e máximo da gasolina: R$ 2,63 e, surpresa!, R$ 2,67. Em Belo Horizonte, os valores correspondentes ficaram em R$ 2,28 e R$ 2,56; em São Paulo, R$ 2,33 e R$ 2,69; em Porto Alegre, R$ 2,48 e R$ 2,59.

Vejamos, apenas por curiosidade, o art. 4º da Lei 8.137/90 e o art. 21 da Lei 8.884/94:

Art. 4° Constitui crime contra a ordem econômica:

(…)

II – formar acordo, convênio, ajuste ou aliança entre ofertantes, visando:

a) à fixação artificial de preços ou quantidades vendidas ou produzidas;

Art. 21. As seguintes condutas, além de outras, na medida em que configurem hipótese prevista no art. 20 e seus incisos, caracterizam infração da ordem econômica;

I – fixar ou praticar, em acordo com concorrente, sob qualquer forma, preços e condições de venda de bens ou de prestação de serviços;

O Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis Automotivos e de Lubrificantes do Distrito Federal (Sinpetro) costuma afirmar publicamente que tudo não passa de coincidência. Os motoristas de maior renda per capita do país preferem seguir emburrados e calados.

O suposto problema é que a suposta responsabilidade por supostamente investigar suposto esquema de suposto acordo para supostamente fixar preços é do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), com sede no longínquo Setor Comercial Norte, Quadra 2, Projeção C, na remota localidade de… Brasília.

Anúncios

9 Respostas so far »

  1. 1

    said,

    Aqui em porto alegre não é muito diferente… os preços variam entre R$2.48 e R$2.49…

    O atacado fica em porto alegre mesmo, eles vendem tudo mais barato… hehehehe, bjos 😉

  2. 2

    Bel said,

    Fiz essa pesquisa semana passada e fiquei indignada…
    Você até conseguiu valor mais baixo. Eu só vi de R$ 2,67!
    Acho que vou começar a andar de bicicleta! rs rs

  3. 3

    Madame Mim said,

    Aqui tá mais barato.

  4. 4

    Mariana said,

    E no Posto da Torre, o valor não é mais baixo? Costumava ser.

  5. 5

    rchia said,

    Mariana,
    Na última vez que fui lá, o preço já não era tão diferente da coincidência dos R$ 2,67. Além disso, ouvi um relato negativo sobre a qualidade do combustível – que, ressalte-se, não posso confirmar…
    Aproveitando o tema, ontem, na Asa Sul, encontrei um posto que tenta fugir da “padronização” dos preços. A gasolina estava a R$ 2,669.

  6. 6

    Mari said,

    Na Asa Norte, tem um que vende a R$ 2,64. Mas também já ouvi falar que a gasolina por lá era batizada. 😦

  7. 7

    philosophias said,

    Se correr, o bicho pega. Se ficar, o bicho come. Se for correr, melhor que seja de bicicleta.

  8. 8

    […] A gasolina de Brasília, a tabelados R$ 2,67, é uma das mais caras do país. Já o bilhete do metrô, a R$ 3… bem, esse é um dos mais […]

  9. 9

    […] com as espúrias acusações de que manteriam, por combinação, o preço da gasolina a R$ 2,67, os donos de postos de Brasília decidiram mostrar nas bombas a lisura do negócio. Desde esta […]


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: