Inflando a bolha

Uma claque que não fica paradaO Correio Braziliense, em sua observação sempre científica do mercado imobiliário da capital, decreta na primeira página deste domingo: “Noroeste alavanca preços dos imóveis”. Para justificar a conclusão, o jornal ouviu uma turma absolutamente desinteressada nos efeitos de uma manchete desse quilate: os empresários do setor. Num show de isenção, os nobres analistas prevêem que, em cinco anos, o metro quadrado de um apartamento alcançará R$ 20 mil. Em outras palavras, ou números, um imóvel de 80 m² custará a bagatela de R$ 1.600.000,00. Já dá até para imaginar o comercial: que cobertura duplex em Ipanema, que nada, compre um aconchegante loft na área mais nobre de Brasília!

Se o repórter do Correio não conhece a lição mais rudimentar do jornalismo, os “especialistas” do mercado imobiliário, a se julgar pela fundamentação do prognóstico milionário, também parecem ter perdido a primeira aula do curso de investimentos: rentabilidade passada não é garantia de rendimento futuro.

Eu sei. Há (muita) gente que, mesmo acreditando em saci, mula-sem-cabeça e curupira, acha que bolha imobiliária não passa de delírio de lunático desinformado. Que o diga um vizinho que, há meses, mantém na varanda uma bela faixa amarela, na esperança de vender seu valorizado apartamento por um preço justo.

Meu conselho ao pobre cidadão: tenta botar um anúncio no Correio.

Anúncios

7 Respostas so far »

  1. 1

    Flavia said,

    Essa semana, o jornal O Globo, publicou que o metro quadrado da cidade do Rio de Janeiro perde, apenas, para algumas cidades paulistas como Campinas e Campos do Jordão. Entre morar em um duplex na Vieira Souto com risco de sequestro ou um assalto a mão armada, e morar num loft no bairro mais ecologicamente correto do país e com a divina tranquilidade em caminhar nas ruas (mesmo sem vista para o Atlântico, substituindo-o com o artificial Paranoá), é algo que me faz pensar sério, muito sério!

  2. 2

    rchia said,

    Flavia,
    Preocupo-me com sua sanidade!

  3. 3

    Mari said,

    Estoura, bolha, estoura! Espero por esse momento ansiosamente com as minhas agulhinhas de costura.

  4. 4

    José Ruiz said,

    Essa realidade em Brasília é provavelmente mais preocupante do que muitos pensam. Um forte reajuste de preços lá (o que parece inevitável) pode afetar todo o país. Tem um artigo muito interessante, também, neste link: http://www.forumimobiliario.com.br/Marketing-Imobiliario/as-licoes-que-vem-de-brasilia.html

  5. 5

    […] José Roberto Arruda de “CPI da Codeplan” e que, dia sim, dia também, publicam desinteressadas manchetes sobre o miraculoso mercado imobiliário local. É o típico caso em que fazer melhor vai ser […]

  6. 6

    […] Correio, em seu rigor jornalístico, foi ouvir gente desinteressada para não se deixar levar a conclusões precipitadas. O […]

  7. 7

    […] imóvel não fica vazio. Na verdade, aliás, falta imóvel disponível, o que justifica o crescimento esplendoroso e infindável do mercado. Seria apenas uma lei dispensável que não produziria qualquer efeito prático. Mas, claro, isso […]


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: