Archive for janeiro, 2010

3 com 33

CaricaturaEm três anos, clichês à parte, muita coisa muda. O indivíduo troca de emprego, troca de carro, troca de endereço. Passa a falar de outros assuntos. Aprende a se situar, a andar na linha e a superar obstáculos. Até começa a se alimentar melhor. Em respeito a esse movimento incessante da vida, para marcar meus três anos de Brasília, utilizarei um expediente inédito: a citação. É ou não é?

Será que é isso que eu necessito?
(Titãs)

Quem é que precisa
Tomar cuidado com o que diz?
Quem é que precisa
Tomar cuidado com o que faz?
Será que é isso o que eu necessito?
Será que é isso o que eu necessito?
Ninguém fez nada, ninguém tem culpa
Ninguém fez nada de mais, filha da puta!
Quem aqui
Não tem medo de passar ridículo?
Quem aqui, como eu
Tem a idade de Cristo quando morreu?
Quem é que se importa
Com o que os outros vão dizer?
Quem é que se importa
Com o que os outros vão pensar?
Será que é isso o que eu necessito?
Será que é isso o que eu necessito?
Não sei o que você quer, nem do que você gosta
Não sei qual é o problema, qual é o problema seu bosta?!
Quem aqui
Não tem medo de se achar ridículo?
Quem aqui, como eu
Tem a idade de Cristo quando morreu?

Anúncios

Comments (2) »

Cosmopolitana

Uma chique cartolaOs restaurantes fecharem as portas por todo o período das festas de fim de ano só surpreende os recém-chegados à cosmopolita capital do Brasil. A decisão, garantem os locais, não reflete traço interiorano; é pura tradição. Mas as peculiaridades do calendário gregoriano eventualmente levam a situações um pouco mais esdrúxulas. Como o cidadão se aprochegar da porta de um restaurante na segunda-feira imediatamente posterior às festas (dia 4) e se deparar com o aviso singelo: “Reabriremos no dia 5”. Sim, na terça-feira, depois de fazerem as compras e arrumarem a casa. Coisa de cidade grande.

Comments (3) »