Archive for março, 2009

Cuma?

Meio confusoO leitor mais atento já percebeu que não sei onde fica o Gama, que tenho certa dificuldade para localizar órgãos públicos e que a natureza geográfico-administrativa de Brasília me foge à compreensão. Foi, portanto, com um misto de confusão e alívio que li há pouco a chamada na primeira página do Globo Online: “Avião roubado cai em shopping de Brasília”. E, para provar que não se trata de psicopatologia, publico também o título da matéria que apareceu na seqüência: “Homem briga com a mulher, rouba avião e cai em estacionamento de shopping em Goiânia”. Capisce? Brasília, Goiânia, é tudo a mesma coisa.

Anúncios

Comments (3) »

Daqui do morro dá pra ver tão legal

Lá é um pouco mais quenteRio 39,3, Brasília 31. Podia ser outra derrota imposta pela antiga capital à nova, mas na verdade se trata de um dos proverbiais casos em que menos é mais. Se aqui, oito graus (Celsius) abaixo e longe da sudorípara umidade do litoral, os dias têm sido ligeiramente desconfortáveis, mal consigo imaginar o prazer de desfrutar o frescor da Praça Mauá na tarde recordista desta sexta-feira. E no fim de semana? Enquanto os brasilienses curtirão o calor moderado nos muitos clubes dos, ahm, Setores de Clubes, os cariocas serão obrigados a fugir do sol incandescente passando o dia naquelas praias chochas de cartão postal.

Comments (4) »

Inimigo número um

Alvo da máfiaA capital do país vive clima de expectativa pela possível prisão de um cidadão suspeito de prática criminosa que aterroriza brasilienses natos e adotados. Hélio Ortiz, ex-servidor do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), seria responsável por fraudes em pelo menos 12 concursos públicos. No caso mais recente, de acordo com a Polícia Federal, teria intermediado o acerto para um professor de matemática ocupar o lugar de um comerciante em seleção para o Departamento Penitenciário Nacional (Depen), realizada em fevereiro. A chamada Máfia dos Concursos, descoberta em 2005 pela Polícia Civil do DF, também seria mentora de esquemas mais sofisticados, envolvendo policiais, servidores do Judiciário e funcionários de organizadoras, como o Cespe. Para regozijo dos concurseiros, sempre preocupados com a escalada do crime no país, Ortiz teve prisão preventiva decretada nesta quarta-feira.

Comments (3) »